DOBRAS VISUAIS

A duração da pose, para o 7

Lívia Aquino: Filho, 2011.

Entre a vaidade e um tanto de autonomia, meu filho arrumou o cabelo para a festa e pediu um retrato. Eu tinha que ser rápida, o penteado não duraria muito tempo naqueles fios lisos e escorridos como o meu.

– “Virado assim mãe, eu quero os raios saindo da minha cabeça!”

Um filho é alguém que me move como um convite a intensidade. Com ele as experiências fazem sentido no tempo que se expande e contrai constantemente, como se tocássemos juntos um acordeão.

Um filho faz perguntas sobre o mundo, monta hipóteses, rende conversas deliciosas e profundas. Sinto-me impelida a parar diante dessas questões que aparecem quase sempre na rotina do cotidiano:

– “Mãe, quanto tempo dura o tempo?” Bem, pode ser uma eternidade ou quanto o gel suportar o seu cabelo liso.

_____

Este post é um convite do blog 7 Fotografia: escrever um pequeno parágrafo sobre alguém que me move. Passe por lá para ver o post completo.