DOBRAS VISUAIS

Desempacotando minha biblioteca | Antonio Saggese

Revista Camera: n.05, 1974.

Por Antonio Saggese

Importante na minha formação não foi livro, mas revistas. A revista suiça camera, que colecionei na década de 1970, trouxe os mestres, os pioneiros e as novas tendências editados com esmero, impressos em uma rotogravura impecável que causa espanto até hoje. Algumas até com vocação ao objeto. Em um tempo de escassos livros e mostras bisextas, um clarão a cada mês. Dispensadas as baixarias eróticas ou jornalísticas que as revistas francesas trazem a partir dos 1980 ou o tatibitate pseudo-técnico de sempre.

Para o bem e para o mal, revista de um homem só, Allan Porter, feita em uma salinha de 15 m2 em Lucerne. Editor de personalidade forte, erudição e rigor. Fui recebido por Porter na revista em 1981, apresentado pelo sempre generoso Boris Kossoy, para receber elogios pelo trabalho e a notícia de falecimento da publicação.

– “Eles querem transferir a revista para a Alemanha, porém, sem o correio suiço melhor fechar, argumenta ele, quem irá confiar no correio alemão?”

Referências:

A biblioteca da FAU-USP tem uma coleção encadernada da revista.

PORTER, Allan. Camera: Die 50er Jahre. München: C.J. Bucher, 1982. (Em alemão)

_____

Antonio Saggese é fotógrafo, doutorando e mestre em Filosofia (Estética) pela FFLCH-USP, com a dissertação Imaginando a mulher: pin-up, da chérette à playmate, bacharel em Arquitetura pela FAU-USP. É professor do Bacharelado em Multimídia e em publicidade do SENAC-SP.

 

Revista Camera.

Revista Camera: n.05, 1975.