DOBRAS VISUAIS

Fotografias para o fim do mundo, a fotografia que Lissovsky apagaria

Nesse Paraty em Foco escrevi a série Fotografias para o fim do mundo, um exercício de ‘futurologia’ no qual brinquei com a possibilidade do fim da humanidade estar mesmo próximo, já que o tema do festival é o Futuro da Fotografia. Deste modo, o que poderíamos deixar como herança para os pesquisadores que algum dia podem vir a encontrar vestígios da nossa ‘civilização fotográfica’?

Para um dos posts perguntei aos convidados do evento qual imagem da história cada um apagaria, como um exercício de pensarmos aquilo que produzimos. Mauricio Lissovsky deixou para responder no final da mesa Futuro do Pretérito, que ele dividiu com Eder Chiodetto e para a qual eu fui mediadora.

Aqui o debate da mesa proposto a partir das Dez proposições sobre a fotografia do futuro feitas por Lissovsky durante o Fórum Latino-americano de Fotografia no ano passado em São Paulo.