DOBRAS VISUAIS

Vejo o espelho no dia dos meus quarenta anos

Aos 7 anos, 1978.

O Espelho, Mia Couto

Esse que em mim envelhece
assomou ao espelho
a tentar mostrar que sou eu.

Os outros de mim,
fingindo desconhecer a imagem,
deixaram-me a sós, perplexo,
com meu súbito reflexo.

A idade é isto: o peso da luz
com que nos vemos.

COUTO, Mia. Idades, cidades e divindades (Poesias). Alfragide: Caminho, 2007.