DOBRAS VISUAIS

Desempacotando minha biblioteca | Patricia Yamamoto

Patricia Yamamoto, 2011.

Por Patricia Yamamoto

Italo Calvino é presença garantida em muitas listas de autores preferidos. Na minha também. Seja com o conhecidíssimo, e não menos belo, Cidades Invisíveis ou com outros títulos como Castelos dos Destinos Cruzados, Sob o Sol Jaguar, Fábulas Italianas, Palomar, Os Amores Difíceis, Se um Viajante numa Noite de Inverno, Coleção de Areia (cito apenas os que pude ler, reconhecendo que a minha tarefa de ‘ler Calvino’ ainda está incompleta), ler Calvino tornou-se sinônimo de uma viagem prazerosa e surpreendente pelo raciocínio bem encadeado e preciso, pelas experimentações formais da escrita, pelas imagens bem construídas e incisivas, pela linguagem direta, elegante e límpida.

Mas foi nas ‘lições americanas’, ou melhor, nas Seis Propostas para o Próximo Milênio que encontrei uma influência direta sobre as minhas especulações sobre o fazer fotográfico. ‘Leveza’, ‘Rapidez’, ‘Exatidão’, ‘Visibilidade’, ‘Multiplicidade’.

Infelizmente, Calvino partiu antes de escrever a sexta proposta: ‘Consistência’. Essas são as qualidades caras para ele na literatura. E Calvino expõe cada uma delas com tamanha erudição e maestria, que somos levados a compartilhar de seus ideais sem restrições. A partir de sua própria experiência como escritor (pois não podemos falar daquilo que não conhecemos), Calvino eleva questões que permeiam sua produção pessoal ao estatuto da universalidade (como fazem os grandes mestres), revelando-nos todo o seu domínio sobre a sua matéria-prima e o seu meio expressivo, coerente do início ao fim com a sua obra.

Será que não podemos tomar emprestadas suas propostas e aplicá-las, por exemplo, às intencionalidades da linguagem fotográfica?

Certamente não fui a primeira nem a única a aventar essa possibilidade, mas deixo registrado o meu sincero entusiasmo com essa idéia.

As colocações de Calvino transcendem a especificidade da literatura pelo rigor e pela riqueza de sua argumentação (e uma argumentação poética repleta de belas imagens), é plausível que seja um exemplo a seguir em outros campos, quem sabe até mesmo na vida… Pessoalmente, procuro cultivar essas qualidades no meu trabalho autoral. Se estou sendo bem sucedida ou não, já é uma outra história…”

Referência:

CALVINO, Italo. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

_____

Patricia Yamamoto é graduada em Fotografia pelo Centro Universitário Senac (2003) e em Educação Artística pela Universidade Estadual de Campinas (1995). Atualmente é professora no Bacharelado em Fotografia do Centro Universitário Senac.