DOBRAS VISUAIS

SP de muitos, e muito mais

Nos últimos quinze dias acompanhamos os desdobramentos da ação SP de muitos proposta pela Cia de Foto. A idéia partiu de um convite da Revista da Folha  que chamou quatro coletivos de São Paulo para uma edição comemorativa do aniversário da cidade. Além da Cia, SX 70, Galeria Experiência e Garapa também mostraram seus trabalhos.

Não sou fotojornalista, mas sei que algumas pautas devem ser muito difíceis de serem realizadas… alagamento, desfile de moda, carnaval, trânsito, enfim, imagens que salvo raras exceções são sempre iguais. Quantas vezes não vemos a mesma cena na capa dos jornais e revistas semanais. Acho essa condição bastante perversa para o fotógrafo pois diante da urgência do novo, cobra-se do dele a busca pelo ‘olhar’ original nas experiências que se repetem.

Diante do desafio de mostrar o que seria uma São Paulo em um par de imagens, a Cia de Foto propõe uma ação coletiva. A página abaixo mostra o mosaico criado a partir das imagens recebidas e o descritivo da empreitada. No Icônica, Ronaldo Entler escreve sobre o papel político desse evento e me levou a pensar de novo na idéia da fotografia como experiência. Se olharmos individualmente as fotos veremos o quanto isso que chamamos de olhar se dilui porque já vimos aquelas imagens: ruas, monumentos, skyline, personagens de uma grande metrópole. Também mandei minhas fotografias e me reconheci em inúmeras outras e, portanto, sou mais uma peça desse amalga visual. A página da Revista acaba com a próxima edição mas a ação tem sua continuidade por meio das possibilidades de pensar essas imagens e nos desdobramentos que isso gera em cada um de nós.

Cia de Foto: Revista da Folha, 24/01/2010 #900.